sexta-feira, 30 de julho de 2021

Poema de Ferreira Gullar - por Beth Lilás

 


■□■□■□■□■□■□■□■□  ■□■□■□■□■□■□■□■□  ■□■□■□■□■□■□■□■□  ■□■□■□■□■□■


Sobre o poema acima, o poeta Ferreira Gullar explica como este poema  nasceu, e é bastante interessante, vale a pena ver:



https://www.youtube.com/watch?v=qdlvu6z8WaI 






11 comentários:

  1. Duas partes em nós... Realmente tudo que somos, pode ser uma parte e outra.

    Gostei do texto. Profundo... Parabéns Beth

    ResponderExcluir
  2. Interessante como pouco li de Ferreira Gullar. Preciso corrigir isso, porque o pouco que li é atraente. "Uma parte de mim pesa, pondera. A outra delira". Somos isso, essa eterna alternância.
    Linda sua interpretação querida.

    ResponderExcluir
  3. Boa noite de paz, querida amiga Beth!
    Sempre gostei muito da segunda estrofe do poema.
    Sua declamação floresceu o poema.
    Seja feliz e abençoada!
    Beijinhos com carinho de gratidão

    ResponderExcluir
  4. Tua voz,Beth é linda e enfeita mais ainda o poema de Gullar!Ótimo fds! beijos, chica

    ResponderExcluir
  5. Realmente maravilhosooooooooosss, o poema e sua declamação!

    Fui lá ver o outro vídeo também, e é bem assim... somos tantos e tudo ao mesmo tempo, sempre digo, que há o infinito dentro de cada um de nós e isso é mostrado de forma tão linda e poética nos versos de Gullar. Uma criação absolutamente lúcida.

    Sempre adorável vir aqui, querida, beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir
  6. Traduzir uma parte na outra parte seria arte.
    Linda partilha com sua bela leitura Beth.
    Meu primeiro contato com este poema foi com o cantor Fagner.
    Beleza de leitura amiga, você faz bonito.
    Carinhoso abraço e feliz semana com bom domingo.

    ResponderExcluir
  7. Tão claro e tão dúbio, o poema discorre pela pena e pela voz entoante que o traz até nós; discerra entre véus um eu que vejo e um que pressinto.
    Ferreira Gullar é visceral!

    Vou acessar o link para saber mais sobre essa personalidade emblemática.
    Tuas apresentações sempre encantam, Beth.

    Bjnhs, amiga.
    Carminha

    ResponderExcluir
  8. Gosto muito deste poema e na sua voz ficou lindo. Ferreira Goulart tenhos aprofundado mais no grupo que frequento de biblioterapia.
    Grata pela partilha.
    Tem convite no Pensnadoemfamilia... bjsss

    ResponderExcluir
  9. Lindo, lindo.... que delícia de poema!!!

    ResponderExcluir
  10. Bah!! Esse poema é lindíssimo, tenho no meu blog.
    E na sua voz ficou maravilhoso. Vi o vídeo da explicação como nasceu, sabes que é bem assim!! E no fundo, muitos de nós somos parecidos com ele, as coisas nos espantam e as pessoas não entendem, o poeta é humano e com todos os nossos defeitos.
    Gostei muito, Beth, magnífica escolha. Ele era um criador nas artes, também!
    Beijinhos, uma feliz semana, cuide-se.

    ResponderExcluir
  11. Amo esse poema ! É extraordinário!

    ResponderExcluir