terça-feira, 2 de agosto de 2011

Redoma



E hoje abram alas para a poesia de Glorinha Leão - que com sua fala moderna consegue traçar uma relação de razão e coração.
No cotidiano de leituras tece seu destino de escritora, realizando, enfim, o sonho tão acalentado. Glorinha é mágica com as palavras, portanto não deixe de visitar seu Blog Café com Glorinha.
Clique e leia comigo abaixo:

 
Às vezes é preciso coragem pra sair
Outras vezes
é preciso mais coragem
 pra ficar
A redoma me protege
ou eu protejo a mim mesma?
A luz aqui de dentro
não me permite olhar estrelas
e, no entanto
elas me vêem
formiga iluminada
sentada ensimesmada
tentando alcançar o que
não vê.

Re doma
Me doma
me segura
me detém
Ou serei eu mesma
a senhora
dona do meu destino
a que não quer
ser dona de nada
e apenas
ser uma formiga
ensimesmada
a sonhar
enquanto vigia
o céu?
Vigília
Estrelas tomam conta de mim
E eu, cega
brinco de me esconder
de mim mesma
Re doma
Me doma
Mil vezes domada
e ainda assim
selvagem
louca
tentando ser eu mesma
mais uma
no firmamento
a brilhar.................


Se quiser ganhar o livro da Glorinha, entre neste concurso aqui. 



Imagem Google



15 comentários:

  1. Aplausos... quase fui capaz de ouvir aplausos. Linda poesia da mãeguxa Glorinha que sempre nos encanta com as letras, o ritmo. Linda leitura e escolha da música. Esse blog está maravilhoso, Bethita. Mandei recado pra você pelo facebook porque meu email ainda está com problemas.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Estou eu, a formiga ensimesmada aqui, chorando...ouvir esse poema assim, me fez sentí-lo ainda mais veementemente dentro de mim, como se o recriasse outra vez. É preciso muita, muita coragem para ficar e ainda assim, tentar vislumbrar a estrela, tentar alcançá-la, pois ainda que nunca a alcance, terá valido vê-la...Beijos, minha amiga, obrigada por sua generosidade e carinho. Te amo,

    ResponderExcluir
  3. "Às vezes é preciso coragem pra sair
    Outras vezes
    é preciso mais coragem pra ficar".

    Só uma mulher madura e sensível escreveria algo assim. Verdade, verdadeira, Glorinha.

    Beijos, Beth. Onde vais buscar imagens tããão lindas?

    ResponderExcluir
  4. ficou lindo, querida mãe Gaia! a narração tão bem feita, com sentimento...a música tão linda, o poema da Glorinha especial. Um presente, isso...é um presente!

    ResponderExcluir
  5. LINDO poema!

    Narrado mais lindo ainda!

    Beijos

    Mirze

    ResponderExcluir
  6. Belo presente para a amiga e para todos nós seus amigos/seguidores. Poema/música e voz em perfeita sintonia.
    Lindo!!!aplausos!!!!

    ResponderExcluir
  7. Desde a 1ªleitura, já me encantei com o poema, agora em segunda visitação adornada por tua declamação, Beth, confirmo o deleite que é ler as poesias e contos de Glorinha e, ouvir tua voz em melodiosa interpretação poética.
    Bjos mil às duas,
    Calu

    ResponderExcluir
  8. Oi Beth!
    Você consegue criar uma aura que como redoma faz fluir de mansinho todo o sentimento que existe na poesia. Lindo e harmonioso conjunto!Bela homenagem!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Simplesmente lindo, um grande beijo

    ResponderExcluir
  10. Olá, querida Beth
    Essa poesia e imagem parecem feitas para mim...
    Tudo a ver comigo também... em muitos dos meus momentos...
    Lindíssima a combinação com a música escolhida por vc!!!
    Bjm de boa noite

    ResponderExcluir
  11. Muito bela e reflexiva inspiração nesta angustia entre voar e ficar comodamente.A vida tem estas armadilhas né Beth? A Glorinha foi perfeita na poesia, vou visita-la.Parabens Beth por esta arte,que torna as poesias mais encantadas.Grato por partilhar.
    Um carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
  12. Inspiração agradável. É assim que eu gosto! Deslumbre! Está muito ruim o Blogger hoje, mas voltarei!

    ResponderExcluir
  13. Beth, uma linda escolha.

    Um beijo grande

    ResponderExcluir
  14. Glorinha, amiga, ói eu aqui! Sempre atrasadinha, - que horror! (Atolada no trabalho, amiga.) E ainda assim pude me deliciar com esse momento lindo, único, do encontro da sua poesia com a bela voz da Beth.

    Um beijo grande para as duas.

    Bom fim de semana. Inté!

    ResponderExcluir