quinta-feira, 14 de julho de 2011

Apresentação



Queridos amigos, 

Criei este novo espaço para dar lugar à Poesia.  
Como sabem, sempre fui apaixonada por ela e este blog terá, não só lugar para os mais renomados poetas e escritores da nossa língua, como aos novos e excelentes que temos em nossa blogosfera, aqueles que amam e respeitam as palavras, transformando-as, dando-lhes vida e deixando mensagens que engrandecem o espírito, acalmam os sentidos e conduzem-nos a outros mundos, de lirismo, beleza e arte.

Comecemos então pelo grande e inesquecível poeta Carlos Drummond de Andrade. Clique abaixo, aumente o som, ouça minha narração e acompanhe junto a poesia a seguir.

    Procura da poesia
Não faças versos sobre acontecimentos.
Não há criação nem morte perante a poesia.
Diante dela, a vida é um sol estático,
não aquece nem ilumina.
As afinidades, os aniversários, os incidentes pessoais não contam.
Não faças poesia com o corpo,
esse excelente, completo e confortável corpo, tão infenso à efusão lírica.

Tua gota de bile, tua careta de gozo ou de dor no escuro
são indiferentes.
Nem me reveles teus sentimentos,
que se prevalecem do equívoco e tentam a longa viagem.
O que pensas e sentes, isso ainda não é poesia.

Não cantes tua cidade, deixa-a em paz.
O canto não é o movimento das máquinas nem o segredo das casas.
Não é música ouvida de passagem, rumor do mar nas ruas junto à linha de espuma.

O canto não é a natureza
nem os homens em sociedade.
Para ele, chuva e noite, fadiga e esperança nada significam.
A poesia (não tires poesia das coisas)
elide sujeito e objeto.

Não dramatizes, não invoques,
não indagues. Não percas tempo em mentir.
Não te aborreças.
Teu iate de marfim, teu sapato de diamante,
vossas mazurcas e abusões, vossos esqueletos de família
desaparecem na curva do tempo, é algo imprestável.

Não recomponhas
tua sepultada e merencória infância.
Não osciles entre o espelho e a
memória em dissipação.
Que se dissipou, não era poesia.
Que se partiu, cristal não era.

Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero,
há calma e frescura na superfície intata.
Ei-los sós e mudos, em estado de dicionário.
Convive com teus poemas, antes de escrevê-los.
Tem paciência se obscuros. Calma, se te provocam.
Espera que cada um se realize e consume
com seu poder de palavra
e seu poder de silêncio.
Não forces o poema a desprender-se do limbo.
Não colhas no chão o poema que se perdeu.
Não adules o poema. Aceita-o
como ele aceitará sua forma definitiva e concentrada
no espaço.

Chega mais perto e contempla as palavras.
Cada uma
tem mil faces secretas sob a face neutra
e te pergunta, sem interesse pela resposta,
pobre ou terrível, que lhe deres:
Trouxeste a chave?

Repara:
ermas de melodia e conceito
elas se refugiaram na noite, as palavras.
Ainda úmidas e impregnadas de sono,
rolam num rio difícil e se transformam em desprezo.


Carlos Drummond de Andrade - (1902-1987)



Música: Kiss the Rain-Yiruma







37 comentários:

  1. Oi Amiga.
    Lindo seu blog.
    Adoro poesia e poder ouvir você é maravilhoso.
    Um beijinho com muito carinho e muitas felicidades para este seu novo cantinho.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, amiga Natália!
    Você foi a primeira e eu fico muito contente por tê-la aqui também. Valeu! Volte sempre!
    mil beijinhos cariocas e umótimo fim de semana aí na santa terrinha!

    ResponderExcluir
  3. Oi Beth!
    Ouvir poesia é bem interessante!
    Você tem a voz bonita, bem suave e tranquila.
    Fez boa escolha para começar, adoro Drummond!

    Beijão e boa sorte!

    ResponderExcluir
  4. Web-Mamys!!!

    Muito bom terminar a noite ouvindo sua voz!!!

    Parabens pelo blog, est lindo!!!

    Beijos e fiquem com Deus

    Barbrinha

    ResponderExcluir
  5. Valéria e Barbrinha, obrigaduuuuuuuu!
    beijão pra vocês!

    ResponderExcluir
  6. Ah...que lindo...suave...delicado....gostoso estar aqui...
    Daqui a pouco volto para ler o poema...gosto de ler bem devagar...
    Parabéns, minha querida...quem sabe voce não transfere tudo pra cá?...]
    Um beijo, daqui à pouco eu volto...

    ResponderExcluir
  7. vejo que andas inspirada minha amiga! que maravilha!!! adorei sua ideia! e todo este ar de poesia daqui!!!! beijos e voltarei!

    ResponderExcluir
  8. Beth, ficou tão bonito! emociona ao ouvir... e vc narra com uma suavidade, a entonação certa, a pronúncia adequada. perfeito! que lindo!
    gostei demais!

    ResponderExcluir
  9. Muito especial este seu novo cantinho, Beth. Gostei muito e por aqui fico com muito prazer.
    Beijos e muito sucesso.

    ResponderExcluir
  10. Beth, desculpa mas não dá para te ouvir agora. Ainda estou presa às imagens. A primeira do layout e a segunda...o que é isso, meu Deus? Essas hortências à beira desse riacho! Ou será chuva na estrada? Tô bege! O coração tá viajando...
    É lindo, isso aqui! Já está nos favoritos e vai para os links com certeza. Vou à praia, me refazer dessas imagens...ou não.

    beijos e sábado de SOL!

    ResponderExcluir
  11. Eita que essa minha amiga ainda vira locutora de um programa no rádio ou na Tv! Ficou lindo, Betita! Parabéns, muito sucesso com o novo blog! bitocas!

    ResponderExcluir
  12. Oi Beth!!
    Que blog lindo!!!!!!
    Amei a imagem da mulher no início do blog!! Linda!!!
    Passearei muito neste bosque...pode me esperar!!
    bjo
    Cynthia

    ResponderExcluir
  13. Oi Amiga
    Adorei ser a primeira no seu blog.
    Voltarei sim.
    Sabe que eu adoro escrever mensagens que vou encontrando aí pela net e você deu-me uma boa ideia.
    Vou fazer um novo blog com as coisas que gosto.
    Beijinhos e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  14. Beth ficou show,super lindo parabéns.Sua voz é linda!
    beijão

    ResponderExcluir
  15. Legal sua iniciativa Beth!!! bjos

    ResponderExcluir
  16. Beth, um blog lindo, bem cuidado, preparado com carinho. Em tudo vi seu toque pessoal. Tudo lindo.
    Adoro poesias, sempre tive o hábito de lê-las em voz alta, implicava as irmãs, já deitadas, prontas pra dormir.
    Sua voz é doce, suave. Muito bom estar aqui!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  17. Vim logo,gostei e já fiquei,ainda mais com Drummond,rsrs,sem bairrismo.
    Tudo lindo por aqui Beth.
    Um abraço amiga Beth.
    Bju de luz.

    ResponderExcluir
  18. Ah, adorei sua declamação, fica mais vivo e voce o fez bem,parabens amiga.
    Vai ser parada obrigatoria.
    Bju de luz e um abraço mineiro de flor.

    ResponderExcluir
  19. Que legal, Beth!
    Deus abençoe seu novo projeto lhe trazendo muitas alegrias, viu?
    Paz e bênçãos!

    ResponderExcluir
  20. Lindo ! Ficou lindo . Fico contente com o espaço da palavra , da escrita, na voz e no coração da gente.
    Tão bom!
    Beijocas , Parabéns pelo Espaço

    ResponderExcluir
  21. olá, Beth! antes de tudo, obrigado pela visita e pelas palavras positivas à minha poesia. também fiquei feliz pela proposta de leitura de um poema meu (fique à vontade para escolhê-lo).
    seu espaço também é muito interessante e inovador. você tem boa voz e ritmo. parabéns!!!
    Segue algumas sugestões de outros blogs para que você possa visitar e encontrar boas leituras:
    www.estadodeentrega.blogspot.com
    www.diarioextrovertido.blogspot.com www.mileumpoemas.blogspot.com
    www.laramaral-teatrodavida.blogspot.com www.encantaventos.blogspot.com

    abraço!

    ResponderExcluir
  22. Oi, Beth

    Muito lindo o teu espaço, parabéns! Tudo que é criado em nome da poesia merece todo o meu carinho e respeito. A poesia de Drummond de Andrade nao poderia ser mais apropriada para "abrir os trabalhos",belissima!!! :)

    Agradeço as palavras carinhosas que deixaste là no meu cantinho e sinta-se à vontade para ler uma de minhas poesias, ficarei muito honrada com a oportunidade.

    Bjs,
    Wania

    PS: estou viajando, por isso um pouco afastada do meu blog e da blogosfera em geral, mas volto em agosto. Até breve!

    ResponderExcluir
  23. Beth, obrigado pelo comentário deixado lá no Diário Extrovertido. O Ribeiro é um bom amigo, e concordo com ele a respeito da sua leitura, gostei demais. E ainda de um poema que exige fôlego.
    Mas claro que pode ler um poema meu! Será uma honra para mim. Escolha o que mais lhe agradar no Diário ou mesmo no Azul Temporário. E já lhe agradeço.

    É um belo projeto o seu blog. E já fico curioso em relação às novas leituras. Parabéns, e tudo de bom!

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  24. Obrigada pelo coment´s lá no Poetar, faz daquele meu cantinho teu também, e volta... E se de fato meus poemas lhes fizerem bem aos olhos do coração, toma-lhe como teus, pousa-os cá no seu Me And You...

    Parabéns pelo seu blog, doce e tranquilo...
    Drummond é sempre mágico!! Assim como Quintana, Saramago, Pessoa, Gibran, meus preferidos...

    Deixo um beijo, com sorriso! Porque POETAR É PRECISO!! ;-)

    Márcia

    ResponderExcluir
  25. Maravilhoso!
    E o começo não poderia ser melhor.
    Parabéns!
    Xeros

    ResponderExcluir
  26. Oi Beth,

    Só tenho uma palavra: LINDO!
    Muito bom ouvir sua voz tranquila narrando poesias.
    Um beijão

    ResponderExcluir
  27. Amei, Bethita!
    Uma delícia ouvir você.

    beijos

    ResponderExcluir
  28. Olá sou Magno Oliveira responsável pelo Blog Folhetim Cultural, convido lhe hoje a conhecer o nosso blog, que tem além de notícias, tem também atrações culturais. Como poesia, contos, crônicas e muito mais...
    Conto com sua visita no nosso espaço.

    Blog: informativofolhetimcultural.blogpost.com
    E-mail: folhetimcultural@hotmail.com
    Twitter: @folhetimcultura e @oliveirasmagno

    ResponderExcluir
  29. Que página linda, Beth, parabéns!
    E, querida, que dicção maravilhosa!

    bjnhs e sucesso aqui também1

    ResponderExcluir
  30. Olá! Chego atrasada, porque só agora vi seu recadinho.
    Devo dizer que é uma proposta muito legal a de ler e ouvir poemas. Eu adorei sua interpretação.
    E Carlos Drummond abre com chave de ouro;

    "Não forces o poema a desprender-se do limbo"...

    Muito a ver com meu momento.
    Abraços e sucesso!
    Rossana

    ResponderExcluir
  31. Parabéns! Tudo lindo o Blog, o projeto, a sua narração, a poesia de Drumond.
    Não poderia deixar de segui-la, aqui, também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Beth, que maravilha de blog, amei.
    Menina, e vocë tem uma voz linda.
    Parabéns!
    Beijo

    ResponderExcluir
  33. Um blog muito bonito com um poesia linda do Drumond e uma bela interpretação. Por tudo isso, eu já estou seguindo, também, este seu blog.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  34. Encantado.
    Estou encantado.

    Beijo carinhoso,
    ente mágico.

    ResponderExcluir
  35. Olá, fique a vontade para publicar o poema ou o desenho que quiser. Fquei muito feliz com o convite, obrigada. BEIJOS

    ResponderExcluir
  36. Excelente ideia, esta da declamação.
    E que declamação!
    Gostei muito do que vi e do que ouvi.

    PARABÉNS!...

    ResponderExcluir
  37. Olá, minha flor
    Que beleza de novo Blog feito com tanto carinho que há em seu coração!!!
    Parabéns!!!
    Bjs floridos

    ResponderExcluir